Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pensava que chegar à universidade implicariam conhecer pessoas responsaveis e preocupadas pelos trabalhos. I was so damn wrong... Neste semestre tive 2 projectos com 2 pessoas diferentes e não sei qual delas é a pior... Se o bacaninho que se senta e me diz onde devo clicar como se eu nunca tivesse utilizado um computador antes ou a amiguinha que fez uma directa ao mesmo tempo que eu, não a tratar do projecto mas numa festa que houve aqui na zona... 

Aah... Existe sensação melhor que ter que fazer 2 projectos em menos de 9horas? I think not.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:04

Não, não me estou a referir às cheias que estão para vir por causa do mau tempo, mas sim do sismo que vai acontecer! Ou amanhã ou em 2755, uma pessoa nunca sabe... O que importa é criar o pânico! E culpar o governo (a culpa é sempre do governo). A que me refiro? A uma uma notícia de 2011 que actualmente se tornou viral cujo título é "Sismo vai matar dezenas de milhar em Portugal" e sim, a notícia é da TVI. Basicamente o texto explica que vai haver outro sismo, possivelmente como o de 1755 e mais uma vez as infraestruturas não estão preparadas e por isso vai quase tudo a baixo e que a culpa é do governo porque não tomou medidas para evitar isso. E as pessoas aceitam isso "mafiosos! Querem nos matar! Assembleia é anti-sismica, o Zé Povinho que morra enquanto eles ficam vivos!" Meus caros, a culpa não é do governo, nós não vivemos numa zona sismicamente activa, acontece um ou outro de vez enquando então nós, compradores se tivermos que escolher entre 2 apartamentos idênticos, um mais caro e com protecção sísmica (ou algo do género) e um mais barato sem protecção vamos para o mais barato. Aliás ninguém pergunta se os edifícios são anti-sismicos, até esta notícia voltar a aparecer provavelmente muita gente já se tinha esquecido que os sismos existem. É o erro da sociedade, só pensamos nas coisas quando alguém nos diz "olha, podes morrer"(e quando isso acontece encontramos sempre um bode-espiatorio), ooh e adoramos ter desculpas para culpar o governo. Malditos, em 2010 não aceitaram gastar milhões (que não tínhamos) em obras anti-sismicas, agora estou assustada e amanhã devo estar com prisão de ventre.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:34

"oh rapariga"

por Maki, em 07.11.14

Ontem estava eu muito bem numa aula quando começo a ouvir um amiguinho "desculpa, tens corrector?" "tens corrector?" "e tu? tens?" meio em pânico, bem, como a conversa não era comigo e eu de qualquer forma não tinha corrector continuei na minha vidinha quando de repente sou assolada por uma espécie de berro: "Oh rapariga! Tens corrector?", eu estava a duas cadeiras dele, não havia necessidade de berrar, muito menos de evidenciar que não sabia o meu nome... Especialmente considerando que somos do mesmo grupo de trabalho... Mas, pronto eu caguei whatever eu também não sei o nome dele, nem de cerca de 70% das pessoas com quem falo... Mas elas não sabem que eu não sei... E eventualmente vou acabar por descobrir... Continuando, depois de ter dito que não possuia tal artefacto o rapaz continuou a sua busca. Encontrou? Não encontrou? Não sei... Mas ele está cada dia mais perto de levar uma sova de uma rapariga. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:47

Pastando por várias faculdades

por Maki, em 05.11.14

Hoje decidi estudar, só que existiram alguns contratempos e acabei por andar a pastar entre a fcul e a nova. Devo dizer que tive um pequeno choque quando cheguei lá, aquelas universidades tem tanta vida quando comparadas com a minha... Pessoas a falar, pessoas a brincar, pessoas em tudo o que era sitio! Foi super refrescante! A minha parece que está meio morta, as pessoas andam de um lado para outro, falam, mas mal se ouvem... Não há barulho, não há vida... O que talvez explique o facto de eu ultimamente andar meio depressiva... Portanto agora já sei o que posso fazer quando me sentir meio em baixo: estudar noutras faculdades, ver pessoas vivas e cores (até porque cores não é coisa que falte na fcul). Se a vossa universidade tambem vos anda a consumir: visitem outras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:49

Sempre me disseram "Quando fores para a faculdade vais ver que quase ninguém vai às aulas, só os nerds sem vida", até hoje isso estava mais ou menos certo, não ia toda a gente, mas também não éramos poucos (o que confirma a parte dos nerds assim como a parte dos sem vida). Mas hoje... WOOW enchemos em três aulas os auditórios e não eram poucos os que se tiveram que sentar no chão... Não sei se é por estarmos perto da época dos testes e os amiguinhos estarem a entrar em pânico, se é por ser terça, mas nunca a afluência às aulas foi tão grande... Mas pronto, caga nisso, o que me fez muita, mas mesmo muita impressão foi o pessoal que não se conseguiu sentar ter ficado de pé... A primeira coisa que eu fiz quando cheguei à sala e não vi cadeiras foi encontrar um canto onde me conseguisse sentar e ver o quadro para ficar minimamente confortavel... Mas o resto não... Ok, alguns sim... Mas a maioria não... Ficou de pé 1h30min... É preciso ser forte... 

Bem, com uma afluência assim tão grande às aulas escusado será dizer que havia demasiado barulho e eu ouvia melhor os amiguinhos que estavam a falar atrás de mim do que o professor que estava na outra ponta do auditório, e devo dizer, os gajos já não são o que eram... Após o professor dizer "Sendo assim, d' é mais fina que d" os amiguinhos desataram a rir, e pronto eu já estava preparada para ouvir uma dick joke a se sobrepor à voz do professor quando *tambores* uma piada sobre d' ter mais classe que d apareceu... O que aconteceu às piadas sobre pilinhas? Isso apenas abrange uma certa idade? É que eu conheço gajinhos que tem mais de 25 e ainda fazem piadas sobre pilinhas... Até eu faço piadas sobre pilinhas... Será que são só as pessoas inteligentes que não fazem piadas sobre pilinhas? Por falar em pessoas inteligentes, no outro dia estava a falar com uns rapazes quando um deles diz "eu quero ir para casa estudar", epah esse género de afirmações são se ouve todos os dias (ou pelo menos eu não ouço todos os dias... Se calhar devia dar-me com pessoas mais cultas), então a brincar perguntei porque raio é que ele queria estudar quando podia ir dormir, o rapaz não percebeu que era a brincar e basicamente fez-me um sorriso amarelo e disse que o fazia para ser mais inteligente. Meu caro, eu percebo que as pessoas estudem para serem mais inteligentes, e que é importante estudar (até porque estamos extremamente próximos de vários testes) mas wooow também é importante lidar com pessoas, comer, dormir, viver e afins... É importante saber quando as outras pessoas estão a brincar, assim como quando elas estão a falar a serio, é preciso conhecer os nossos limites e não os ultrapassar... Os livros podem nos ensinar muitas coisas... Mas se vivermos constantemente em cima deles perdemos oportunidades importantes... Eu sou burra e na minha burrice defendo que sentir empatia e ter historias para contar aos netos é mais importante que ler todos os livros teóricos, saber toda a teoria, ter um emprego excelente e lutar para ser o melhor. Sinceramente espero continuar a pensar assim quando acabar a faculdade... Mas possivelmente isso não vai acontecer... Estar rodeada de um espírito competitivo vai acabar por me transformar numa pessoa que apenas pensa em fazer coisas porque são boas para o curriculum e que já não diz piadas sobre pilinhas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:44


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D